Elétron é esfera praticamente perfeita

Por Paula Rothman, de INFO Online

• Quinta-feira, 26 de maio de 2011 – 11h59

Wikki Commons

Os Os elétrons giram em torno do núleo do átomo: esferas quase perfeitas

SÃO PAULO – Cientistas descobrem que o elétron é uma esfera praticamente perfeita.

Após mais de uma década de medições, a equipe do Imperial College London concluiu que os elétrons só não são perfeitamente redondos por apenas 0,000000000000000000000000001 cm.

A descoberta foi publicada hoje na Nature, uma das principais revistas científicas de todo o mundo.

Os elétrons são partículas que circundam o núcleo de um átomo. A medição mais precisa do formato dessas partículas sub-atômicas foi feita colocando os elétrons dentro de moléculas chamadas Ytterbium Fluoride. Um laser mediu então a movimentação desses elétrons: se não fossem redondos, seu movimento acabariam distorcendo a forma da molécula. No entanto, não houve sinal dessa variação.

O estudo do formato do elétron é importante para um campo da física ainda bastante misterioso: o da antimateria, uma sustância que se comporta como a matéria comum, mas com carga elétrica oposta. Por exemplo, a versão de antimatéria do elétron é o pósitron, com carga positiva. Entender a forma do elétron ajuda a entender como o pósitron pode se comportar – o que poderia ajudar a explicar alguns buracos nas teorias atuais.

A tese atualmente mais aceita é a de que o Big Bang, a grande explosão que deu origem ao Universo, criou matéria e antimateria em partes iguais. No entanto, desde que esta última foi descrita em 1928, só foi possível detectá-la em quantidades ínfimas, como raios cósmicos e alguma substâncias radioativas. Uma forma de tentar explicar essa ausência de antimatéria seria explorar as pequenas diferenças entre ela e a matéria.

Agora, os pesquisadores buscam novos métodos para resfriar as moléculas a temperaturas extremamente baixas, o que permitiria controlar mais alterações e refinar as medidas dos elétrons.

Anúncios

Publicado em 26/05/2011, em Atualidades. Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

  1. Pessoal, vcs ficaram sabendo de uma nova questão da física experimental:

    “ O életron é uma partícula indivísível (ou não) do Modelo-Padrão ??? ”

    Estas duas notícias parecem confirmar a refutação desta propriedade do életron:

    http://www.bv.fapesp.br/namidia/noticia/20862/quark-divisivel/

    No site “http://www.seara.ufc.br/queremosaber/fisica/perguntas1_500.php”, a pergunta de número 289 é bem pertinete sobre este assunto interessante e até mesmo, um físico inglês chamado Humphrey Maris conseguiu dividir um életron em partes menores que ele denominou como “eletrinos”. A experiência dele ocorreu em 2000. Aqui vai um link para os interessados nos resultados na pesquisa de H. Maris :

    http://www.revistapesquisa.fapesp.br/?art=1114&bd=1&pg=1&lg=

    Enfim, tenho que ir e espero ter ajudado a todos que se interessam pelo avanço da ciência, em qualquer aspecto possível e plausível … !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Adeus

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: