::: A EXPANSÃO ACELERADA DO UNIVERSO: NOBEL DE FÍSICA 2011 :::

 

NobelPrize.Org

Nobel de Física 2011: Saul Perlmutter, Brian P. Schmidt e Adam G. Riesss

Desde as primeiras décadas do século passado, a partir do trabalho do astrônomo americano Edwin Powell Hubble (1889-1953), sabemos que o Universo está em expansão (veja aqui um post que fiz sobre este assunto e no qual faço uma estimativa da idade do Universo).

Esta concepção de um Universo que infla, apesar de confirmada experimentalmente por Hubble, era bastante revolucionária para a época e ratificava a ideia de que o Universo teve um começo, o que costumamos chamar de Big Bang.

A Lei de Hubble previa um Universo se expandindo a uma taxa constante, como um balão que infla sempre num mesmo ritmo. Mas modelos cosmológicos posteriores previram que, dependendo da massa total do Universo, valor que desconhecemos, esta expansão poderia continuar para sempre ou reverter-se.

Albert Einstein (1879-1955), que não gostava da ideia de um Universo se expandindo, criou uma constante cosmológica, um número que “na marra” cancelava a expansão do Universo. Ele mesmo reconheceu depois que havia errado.

Pesquisas bem mais recentes continuam afirmando que o Universo se expande. Isso parece ser ponto pacífico. Mas descobriu-se, diferentemente do que Hubble pregava, que a expansão está acelerada. Em outra palavras, a taxa de inflação da “bolha” do Universo aumenta enquanto o próprio Universo se expande. Assim, se hoje o Universo sofreu uma expansão de uma quantidade ΔV, amanhã, num mesmo período de tempo, vai expandir um pouco mais do que o ΔV de hoje porque a expansão em si está aumentando, não é contínua. E assim, com o passar do tempo, o Universo não só fica maior como cresce numa taxa cada vez maior. Dá para entender isso?

E o incrível desta história é que a aceleração da expansão do Universo de certa forma resgata a constante cosmológica de Einstein, só que agora não com função de pisar no freio do Universo para reverter a tendência inflacionária, mas de apertar firme o pedal do seu acelerador aumentando a taxa de expansão(*).

Não se sabe exatamente o que provoca esta aceleração. Deve ser alguma forma de energia cuja origem ainda permanece obscura para a Ciência. Na dúvida, os cosmólogos chamaram-na de Energia Escura.

E é justamente a pesquisa sobre a expansão acelerada do Universo que acaba de ser laureada com o Nobel de Física 2011. As medidas foram feitas observando estrelas supernovas distantes. E os laureados são os americanos Saul Perlmutter que ficou com 50% do prêmio e Brian P. Schmidt e Adam G. Riesss que dividiram a outra metade.

Ontem eu estava bastante curioso para saber quem e o que levaria o Nobel de Física 2011. E fiquei satisfeito até porque Cosmologia, premiada com Nobel pela última vez em 2006, é um assunto bem bacana e que muito me é caro!


(*) 1. Grandes cientistas, mesmo errando, acabam acertando. Vejo isso como uma lição. Acabam acertando porque não têm medo de quebrar paradigmas! Anote aí, isso vale pra vida!
2. E não posso deixar de comentar ainda que o “suposto erro de Einstein na Relatividade Restrita” virou figurinha fácil nestes últimos dias por conta do experimento OPERA que parece ter medido neutrinos viajando com velocidade superior à da luz no vácuo (role a página e veja posts que fiz sobre o assunto). Em Ciência é assim! Não tem certo ou errado! Tem funciona ou não funciona. E vamos testando e aproveitando o que “serve” e descartando o que “não serve”, sem medo de errar!


Para navegar


Já publicado aqui no Física na Veia!

Um forte abraço. E Física na Veia!
prof. Dulcidio Braz Júnior (@Dulcidio)

Anúncios

Publicado em 04/10/2011, em Atualidades. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: