Brasileiro faz o mapa da Via Láctea, nossa casa…

Direto da Nasa: Brasileiro faz o mapa da Via Láctea, nossa casa

A Nasa divulgou para o mundo o trabalho de um brasileiro, o astrofísico Denilso Camargo, líder de uma equipe de pesquisadores da UFRGS, que elaborou um novo mapa da Via Láctea, com a confirmação de que o formato da galáxia é uma espiral com quatro braços.

Por Ethevaldo Siqueira

Este mapa, resumido nesta ilustração, poderia ser chamado de “planta de nossa casa no Cosmos”. A notícia da Nasa tem o título jornalístico e curioso de “Mapeando a Via Láctea de Dentro para Fora”. Nós vivemos em torno de uma estrela, nosso Sol, localizado a cerca de dois terços do caminho de saída a partir do centro da galáxia.

O pesquisador brasileiro e diversos astrônomos de diversas instituições no mundo, a começar da própria Nasa e do JPL (Jet Propulsion Lab), de Pasadena, utilizaram os dados do projeto WISE (Wide-field Infrared Survey Explorer), da agência espacial norte-americana, que faz o que poderia ser chamado de varredura de nossa galáxia em radiação infravermelha, com uma espécie da câmera grande-angular nessa faixa de frequência. Além de Denilso Camargo, trabalharam no estudo os pesquisadores brasileiros Charles Bonatto e Eduardo Bica, também da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Segundo a Nasa, muitos pesquisadores se dedicam hoje a mapear a Via Láctea, com a utilização dos dados do WISE. A partir desses dados, os astrônomos descobriram mais de 400 verdadeiros berçários de estrelas envoltos em nuvens de poeira, que traçam o desenho dos braços da espiral de nossa galáxia. Sete desses aglomerados de estrelas embutidos são descritos no estudo publicado online no dia 20 de maio de 2015 no periódico Monthly Notices of the Royal Astronomical Society.

Para o brasileiro Denilso Camargo, “a localização do Sol em disco galáctico obscurecido pela poeira é um fator complicador para quem quer observar a estrutura da Via Láctea” O astrofísico brasileiro acrescenta ainda: “Os braços da espiral da galáxia são como vias congestionadas de tráfego em que gases e estrelas se movimentam mais lentamente porque se amontoam e se comprimem. À medida que o material passa através dos braços da densa espiral, ele é comprimido e dispara a formação de mais estrelas”.

Um trabalho anterior da equipe de Camargo descobriu dois aglomerados embutidos bem além do plano de nossa Via Láctea, a 16 mil anos-luz de distância. A história completa desse trabalho pode ser localizada clicando aqui.

Brasileiro faz o mapa da Via Láctea (Crédito: Divulgação) Brasileiro faz o mapa da Via Láctea
(Crédito: Divulgação)
Leia mais: http://cbn.globoradio.globo.com/comentaristas/ethevaldo-siqueira/2015/06/04/DIRETO-DA-NASA-BRASILEIRO-FAZ-O-MAPA-DA-VIA-LACTEA-NOSSA-CASA.htm#ixzz3cBr4MB1Y

Publicado em 05/06/2015, em Atualidades. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: